Aparelho Ortodôntico – Saiba o que é importante na hora de contratar um especialista!

Aparelho Ortodôntico – Saiba o que é importante na hora de contratar um especialista!

Estatísticas do setor demonstram que 65% da população tem necessidade de serviço ortodôntico, isto é, algum tipo de má oclusão que causa desalinhamento dos dentes, dificuldade para mastigação e deglutição de alimentos.

O desalinhamento dos dentes exerce grande influência sobre o comportamento humano, percepção de beleza, identificação com sucesso profissional, autoestima e o compromete o convívio social.

Apesar da aparente simplicidade, a contratação de um especialista em ortodontia requer cuidados porque envolve saúde bucal e o respectivo acordo de longo prazo entre cirurgião dentista e paciente.

Se você busca serviços nessa área, este artigo foi escrito para você porque fornece critérios para apoio ao processo de contratação do especialista.

 → Especialista ←

Dra. Adriana Vieira Barbosa | Dra. Maristela Torres | Dra. Bethiza Campos

A odontologia no Brasil é altamente qualificada, com inúmeras universidades, ótimos professores e uma grande quantidade de especialistas com excelente formação, que tornam o Brasil referência mundial no setor.

Da mesma forma que na medicina, a odontologia é segmentada por especialidades e cursos em nível de especialização que tratam de temas distintos como: Ortodontia, Implantodontia, Dentística, Prótese, entre outras.

Dica # 1 – Procure por um especialista em ortodontia, ele é o técnico com formação ampla e especifica que poderá conduzir seu tratamento com a solução mais apropriada

 → O serviço ←

A grande diferença entre serviços e produtos, é que enquanto um produto é algo pronto que você simplesmente pega na prateleira, o serviço é algo construído pelo especialista de forma personalizada para o cliente, com a participação do paciente. 

Dessa forma, é impossível pensar um tratamento ortodôntico concluído com sucesso sem participação ativa do paciente. Podemos mencionar como exemplos: a) frequência nas consultas; b) alimentação recomendada; c) higienização adequada e etc.

Dica # 2 – Evitar faltar às consultas e siga corretamente as recomendações do seu especialista

 → Tempo de Tratamento ←

O tempo de tratamento ortodôntico é em geral o tempo necessário para haver o alinhamento sustentável dos dentes, que pode variar em função do tipo de aparelho, da técnica utilizada entre outros aspectos. Via de regra, é possível dizer que um tratamento ortodôntico leva entre 18 e 36 meses, podendo chegar a 48 meses nos casos mais complexos.

Existem ainda casos onde o tratamento é iniciado de forma preventiva para crianças, interrompido enquanto ocorre o crescimento ósseo, e depois retomado na adolescência.

Dica # 3 – Nunca abandone o tratamento! O tratamento ortodôntico é de longo prazo, cada etapa tem seu tempo, e atropelos podem causar prejuízos.

 → Aparelhos Ortodônticos ←

A tecnologia e a inovação são termos constantes no tratamento ortodôntico, que tem beneficiado inúmeros pacientes através da diversidade de aparelhos funcionais e estéticos.

Há uma variedade de marcas e modelos, que utilizam tecnologia convencional contendo as famosas borrachinhas, passando pelos aparelhos autoligados com termo ativação, e termina com os inovadores alinhadores transparentes.

Basicamente as funcionalidades são as mesmas, com pequenas diferenças técnicas corrigidas pelo ortodontista ao longo do tratamento. O ponto de atenção na escolha do aparelho envolve o nível de conforto, a duração do tratamento, o nível de transparência do aparelho e a tecnologia embarcada.

Dica # 4 – Pesquise as diferenças entre aparelhos, compare, e decida pelo mais adequado às suas condições.

 → Etapas do Tratamento ←

Os aparelhos ortodônticos são instrumentos fundamentais utilizados ao longo do tratamento ortodôntico. Por outro lado, infelizmente os mesmos se tornaram sinônimo de uma espécie de status social entre jovens, o que tem inspirado sua utilização de forma indiscriminada.

Independente do aparelho a ser utilizado, tratamento ortodôntico de sucesso é aquele cujas etapas são executadas na ordem a seguir: 1) exames iniciais; 2) planejamento; 3) montagem do aparelho; 4) movimentação; 5) contenção; 6) alta pelo especialista em ortodontia.

Para começar, montar aparelho rapidamente sem exames iniciais e sem planejamento leva ao fracasso. Seguindo para a terceira etapa, após o alinhamento dos dentes é comum ocorrer uma falsa impressão que todas as correções foram feitas; na verdade, mesmo os dentes estando alinhados ainda há necessidade do tempo de movimentação óssea.

Ao final é de extrema importância que se use a contenção conforme recomendações do especialista responsável pelo tratamento.

Dica # 5 – Montagem do aparelho na 1ª consulta não é ortodontia séria.

 → Modalidade da Contratação ←

A modalidade de contratação do tratamento define características que tem influência durante o período de tratamento. Existem características comuns e presentes nas duas modalidades, bem como outras distintas que encaminham o tratamento de forma bastante diferente, como segue nas modalidades possíveis:

a) Alta Ortodôntica – Nessa modalidade o tempo de tratamento e o preço total são conhecidos no final do tratamento, e isso depende basicamente da frequência nas consultas e do uso adequado das recomendações feitas pelo especialista em ortodontia. Vale ressaltar nessa modalidade, que o rigor com frequência tende a ser menor, porque enquanto houver tratamento haverá o pagamento de parcelas devido à sua interdependência.

b) Pacote Fechado – Nessa modalidade o tempo de tratamento e o preço total são definidos no inicio do tratamento, o que demanda maior compromisso com frequência nas consultas e maior rigor com recomendações feitas pelo especialista em ortodontia. Por essa razão os riscos diminuem e há uma tendência de redução do preço e tempo de tratamento. Embora o pagamento possa ser parcelado nessa modalidade, é bastante comum que as parcelas encerrem antes do final do tratamento.

A modalidade conhecida como “Alta Ortodôntica” gera uma aparente impressão de maior liberdade e menor preço, porque a discussão de venda se concentra no valor de mensalidade em detrimento do valor total do tratamento. O que acontece na pratica é que o tempo de tratamento tende a ser mais longo e o preço maior, porque a mensalidade fica refém do final do tratamento.

Na modalidade conhecida como “Pacote Fechado” o valor total do tratamento é calculado e dividido em parcelas, que normalmente não coincidem com o tempo de tratamento. Nesse caso haverá maior compromisso mútuo, seja do especialista em ortodontia com o tempo de execução de cada etapa, e ainda do paciente com suas responsabilidades de tratamento.

Dica # 6 – De forma geral o “Pacote Fechado” gera maior compromisso com preço e prazo, fica a dica!

 → Garantia e Qualidade ←

Existem resoluções do CROSP e CFO que tratam o tema garantia em procedimentos odontológicos. Os especialistas em ortodontia mais experientes executam cada etapa de acordo com o protocolo de tratamento, seguindo padrões rigorosos de trabalho, o que permite oferecer garantias conforme estas resoluções.

Dica # 7 – Lembre-se quanto maior a garantia, maior o compromisso do especialista para entregar resultado com qualidade.

 → Preço ←

Existem diversos fatores que influenciam a precificação de um serviço odontológico como, tipo e qualidade do material, durabilidade, equipamentos, nível de especialização do profissional, entre outros.

Isso torna a questão preço difícil porque não há como comparar preço sem comparar detalhadamente cada item que compõe o preço do serviço. Sob essa ótica, a avaliação de preço nos remete a discussão mais ampla, baseada no diálogo esclarecedor do especialista em ortodontia para com o futuro paciente.

Dica # 8 – Pesquise preços, compare itens que compõe o serviço, compare as garantias e, sobretudo, desconfie de preços muito baixos

 → Formalização do Contrato ←

Independente da modalidade de contratação é essencial haver um documento assinado pelas partes, que descreva em detalhes todos os compromissos assumidos.

Esses compromissos são expressos através da definição clara do preço ou da formula de cálculo do preço do serviço, do(s) procedimento(s) que compõe o tratamento, do tempo estimado para conclusão, do(s) benefício(s) e risco(s) informados ao paciente e das garantias que tem objetivo de resguardar esses compromissos.

Dica # 9 – Não faça nenhum pagamento antes de entender o contrato, pois este é essencial para o exercício dos seus direitos em caso de futuro desentendimento.

 → Referências ←

Uma clínica ou um especialista que zela por sua reputação reúne um time de técnicos qualificados, todos com foco em entender as necessidades e oferecer soluções personalizadas para cada paciente.

Há diversas formas de medir a reputação de um profissional ou uma empresa, o importante é que a medição seja baseada na referência ou opinião de clientes/pacientes.

 A melhor forma de conseguir esse tipo de informação atualmente é consultando referências estatísticas, que dependem não apenas de um comentário isolado, mas sim diversas avaliações que em conjunto tem maior representatividade para qualificar os serviços prestados.

Dica # 10 – Pesquise referências nas redes sociais, o Google, por exemplo, permite avaliar de forma mais ampla, incluindo fotos do local, comentários e respectivas respostas, pontuação da empresa, entre outras informações.

Texto de – Eduardo Sanches da Silva

Eduardo é Formado em Tecnologia da Informação – Universidade Mackenzie, Pós-graduado – Universidade Paulista, MBA em Gestão Empresarial – FGV e sócio-diretor da Scalla Odonto.

Fechar Menu